Sobre

Os frutos secos têm feito parte de nossa alimentação durante séculos, no entanto, tem sido, nas últimas décadas, quando o nosso interesse em relação a eles foi aumentando.

Apesar de que são uma família muito heterogênea poderiam dar três características que os unem: possuem menos de 50% de água em sua composição, sem terem sido manipulados, são altamente energéticos (44-76% de gordura), e trata-se de alimentos ricos em ácidos graxos insaturados.

A maioria contêm grandes quantidades de ácidos graxos monoinsaturados (AGM), embora haja outros, como as nozes em cuja composição predominam os ácidos graxos poliinsaturados (AGP) da série n-6 (ácido linolênico) e n-3 (ácido alfalinolénico), os quais são conhecidos por seu fator cardioprotector.

É importante destacar que as nozes são o alimento com o mais alto nível de ácido α-linolênico.

E são as pessoas que eu gostaria de centrar a minha atenção. Obtidas da nogueira, de alto valor nutritivo, este fruto é rico em proteínas, embora deficientes em o aminoácido metionina, vitaminas do grupo B, como a B1, B2, B3 e B6, minerais (fósforo, o potássio e o magnésio), oligoelementos (zinco, cobre e manganês), óleos e lecitina.

As gorduras representam 3/5 de seu peso, de entre, há que se destacar os ácidos graxos poli-insaturados, como o linoléico, ácido graxo essencial para o organismo, com capacidade de reduzir o nível de colesterol, o linolênico, que é parte da série ômega 3.

Até o momento foram realizados ensaios clínicos com elas dando como conclusão um efeito positivo no perfil lipoproteico, diminuindo o colesterol total e das lipoproteínas de baixa densidade (LDL) no plasma.

No entanto, ainda não foi mostrado se esses efeitos se devem apenas ao seu conteúdo e composição em ácidos graxos para outros componentes minoritários de frutos secos como tocoferóis, fitoesteróis e fitoestrógenos.

No entanto, em Portugal, foi realizado o estudo PREDIMED, o qual concluiu que a ingestão de frutos secos (15g de nozes, 7,5 g de avelãs, e 7,5 g de amêndoas) reduz em 28% a incidência de doenças cardiovasculares.

Poderia continuar com a enumeração de estudos em que se expõem os benefícios das nozes de frente para a saúde cardiovascular, o problema é que hoje não há nada que seja 100% claro.

exercicios para emagrecer

www.000webhost.com